Menu
são paulo 2020

Blog Dia Mundial da Criatividade

O que acontece em São Paulo

Você está em Blog DMC > São Paulo

2020 é o ano da Revolução Criativa


banner dmc

Um total de 73 lives com cerca de 150 a 300 visualizações por ação transmitida e dezenas de participantes ativos simultâneos compuseram o primeiro Festival Criativistas. O projeto que começou dia 31 de março e seguiu até o dia 20 de abril de 2020 cumpriu a missão de levar alegria e conhecimentos ao lares de quem passa pelo momento de quarentena em função do covid-19 e ainda por cima antecipou o World Creativity Day, que ocorre nos dias 21 e 22 de abril.

“A inovação do Festival foi fundamental para manter o engajamento dos líderes das cidades, bem como todos os envolvidos, sejam eles Voluntários, Apoiadores e Inspiradores. Foi uma forma de mostrar, através da troca de experiências e reflexões, que existem caminhos possíveis a serem criados pela Criatividade”, segundo as palavras de Josué Kenji Kochi, internacionalista, líder local Bauru-SP e organizador da agenda dos líderes do Festival Criativistas.

Entrevistamos Kenji (imagem abaixo) com o intuito de compreender melhor o que se trata a “Revolução Criativa” que nasceu no Festival.

img_20190827_wa0003

Como você avalia o Festival após dias de construção da proposta?

O World Creativity Day é um exemplo prático de que a colaboração não é apenas uma palavra da moda, é um modo de realizar as coisas da vida. O ser humano sempre evoluiu pela cooperação, e não vai ser agora que será diferente, portanto, o projeto do WCD é fundamental para mudar as visões de mundo, de concepção de vida daqui pra frente, e espero que mais pessoas percebam essa mudança o mais rápido possível.

Que aprendizado é possível extrair da experiência?

Foi um aprendizado muito grande e em um curto espaço de tempo. Alinhar expectativas e conversar com pessoas com visões de mundo bem distintas é um desafio desgastante, mas ao mesmo tempo produz crescimento. Se for para resumir, foi um período de autoconhecimento, não só para mim, mas para todos os líderes locais, que tiveram que se desdobrar e tirar forças internas para continuar a fazer o evento acontecer, seja pelas lives diárias, seja pelos ajustes ao online. O termo Revolução Criativa se encaixa perfeitamente nessa conjuntura.

Que ensinamento a sociedade pode observar ao analisar o Festival Criativistas?

As cidades têm enorme potencial na solução de problemas, seja usando a criatividade, seja usando a colaboração. O que faltam são iniciativas de integração entre os três setores da sociedade: civil, privada e pública. Sem essa convivência pacífica, as ações individuais de solução de problemas não chegam à quem precisa. Temos mudar essa mentalidade de que o brasileiro não consegue se organizar, e focarmos esforços em quem consegue fazer diferente. Como exemplo, temos todos os envolvidos no World Creativity Day nas cidades, onde houve esforço coletivo e integração entre as esferas citadas, conectadas e inspiradas pelo líder local e equipe.