Menu
global 2021

Blog Dia Mundial da Criatividade

O que acontece em Global

Você está em Blog DMC > Global

Conheça os temas do WCD 2021: Aprendizagem ativa e estratégias de aprendizagem


banner dmc

 

Você sabia que o modelo pedagógico tradicional que seguimos até hoje tem por volta de dois séculos de duração? Esse modelo tem suas raízes na Primeira Revolução Industrial e se caracteriza por ter o professor como figura central, sendo assim ele é o responsável por toda a transmissão de conhecimento. Dessa forma, o aluno é um mero receptor, ouvindo e aceitando o conhecimento passado, sem muitos questionamentos.

Essa forma de ensino se apresenta em crise há um tempo e diversos educadores têm feito críticas e proposto formas alternativas de ensino-aprendizagem. Autores como John Dewey, em 1916, criticava esse aprendizado baseado na transmissão de informação. Paulo Freire, em 1987, questionava o aspecto bancário do ensino no qual existe uma  relação de posição de autoridade sobre o conhecimento entre professor e aluno. Os dois autores acreditavam no diálogo como ferramenta de aprendizado, o que dentro da dinâmica de ensino, significava expandir o papel do aluno de mero espectador para um agente ativo do seu processo de aprendizado. Segundo Freire, aqueles que defendiam os moldes tradicionais, deveriam entender que “ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua produção ou a sua construção”.

Sendo o oposto do modelo tradicional, a aprendizagem ativa é uma técnica de ensino, formada por diversas práticas pedagógicas que colocam o aluno como protagonista da sua própria educação. Tirando o aluno do papel de receptor passivo da informação, esse formato busca trazer um envolvimento maior dos estudantes na sala de aula, engajando-os na busca pelo conhecimento.

 

Além do maior engajamento e proatividade em sala, esse modelo também incentiva um maior desenvolvimento de pensamento crítico, facilidade na retenção do conhecimento e melhores resultados acadêmicos no geral. Para o professor, essas técnicas podem também melhorar o acompanhamento e a avaliação pedagógica dentro da sala de aula. 

 

Dentre as diversas práticas, temos como exemplos: 

 

  1. Gamificação:

 

Metodologia ativa que busca inserir jogos para a sala de aula, trazendo mais interatividade para o conteúdo das aulas e, por vezes, utilizando os celulares como aliado dos estudos. 

 

  1. Metodologia baseada em problemas (PBL):

 

Esta metodologia busca trazer problemas reais para dentro da sala de aula, fazendo com que o aluno seja capaz de resolver essas questões através de atividades guiadas. 

 

  1. Sala de aula invertida:

 

Nessa metodologia, o conteúdo e as instruções são estudados on-line antes de o aluno frequentar a sala de aula, que agora passa a ser o local para trabalhar os conteúdos já estudados, realizando atividades práticas como resolução de problemas e projetos, discussão em grupo, laboratórios, entre outros.

 

Esses modelos e diversos outros tipos favorecem a autonomia e a criatividade e têm ganhado cada vez mais força, principalmente por conta da tecnologia. 

 

E você, conhece alguma temática que envolva educação ativa e criatividade? Conta pra gente!


Cria Coletiva (Caroline Belo, Laura Alhanati e Lucas Nonno)

 

Líder local WCD 2021 em Niterói, Brasil